Festa de encerramento das atividades das células paroquiais de evangelização

No próximo domingo, dia 16 de Julho, irá decorrer aqui na paróquia a festa de encerramento das atividades das células paroquiais de evangelização, com o seguinte programa: 
 

11h - Missa conjunta na igreja
 
12h30 - Oração de Louvor
 
13h - Almoço partilhado
 
14h30 - Apresentações das CPE 
 
15h30 - Concurso e Jogos
 
17h - Adoração Eucaristica
 
17h30 - Lanche de encerramento

2º Forum Nacional de Células Paroquiais de Evangelização

Venha ao Forum Nacional das células paroquias de evangelização promovido pela paróquia de S. João Baptista de Coimbra, em conjunto com Santa Clara. Pode inscrever-se através do site do Alpha portugal em www.alphaportugal.org ou também aqui neste site da paróquia.
 
"A paróquia não é uma estrutura caduca; precisamente porque possui uma grande plasticidade, pode assumir formas muito diferentes que requerem a docilidade e a criatividade missionária do Pastor e da comunidade." .
Se for capaz de se reformar e adaptar constantemente, continuará a ser « a própria Igreja que vive no meio das casas dos seus filhos e filhas". Através de todas as suas atividades, a paróquia incentiva e forma os seus membros para serem agentes da evangelização. (EG, do papa Francisco)
 
As Células paroquias de evangelização, são um meio fantástico para realizar tudo isto. Elas tornam a Igreja próxima, familiar, ganham dinamismo evangelizador, crescem na fé e no sentido de pertença eclesial. À medida que o número de células vai crescendo, a comunidade paroquial vai amadurecendo na fé, vão surgindo cada vez mais pessoas dispostas a servir a igreja, a vida espiritual e sacramental da paróquia aprofunda-se e esta vai passando de uma paróquia em hibernação a uma comunidade missionária. Ousemos uma paróquia Missionária.
 
Venha ao Forum Nacional das células paroquias de evangelização promovido pela paróquia de S. João Baptista de Coimbra, em conjunto com Santa Clara. Pode inscrever-se através do site do Alpha portugal em www.alphaportugal.org

 

Ficha de Inscrição

Descarregue aqui a ficha de inscrição para o Forum Nacional de Células Paroquiais de Evangelização

Fórum de Coordenadores Nacionais das Células de Evangelização - Milão

Pe Jorge conversa com Dom Pigi sobre as células em Portugal e convida-o a vir ao forum em Portugal a 11 de Fevereiro de 2017

Estive em Milão, em Novembro, a participar no Fórum de Coordenadores Nacionais das Células de Evangelização. Foi uma bela experiência ver como o evangelho cresce e ilumina a vida de tanta gente.

Eu creio que o sistema das Células Paroquiais de Evangelização são uma grande via do futuro da igreja. Já o grande teólogo Karl Rahner, num livro que escreveu em 1973, dizia: «A Igreja existirá somente renovando-se através da livre decisão de fé e da formação comunitária do indivíduo no meio de uma sociedade secular não mergulhada no cristianismo». Ele referia-se às comunidades base, mas trata-se do mesmo fenómeno de pequenas comunidades que vivem a fé de uma forma dinâmica e capilar, transformando a sociedade pelo seu testemunho. O Documento de Aparecida no Brasil faz esta escolha para o futuro e parte da experiência já muito avançada na América latina. Pequenos grupos que vivam a fé e a testemunhem. É voltar à igreja das origens em que os cristãos se reuniam nas casas uns dos outros para viver e partilhar a fé, e se encontravam no templo para orar.

Partilho convosco o sonho de uma paróquia toda a viver em pequenas células onde se alimenta da palavra de Deus, da oração e da partilha fraterna, em que cada membro se esforça por evangelizar os que encontra no seu caminho e para servir os seus irmãos. Depois, ao Domingo, todos esses grupos se reúnem juntos para celebrar a Eucaristia. Imaginem a festa que seria o encontro de cristãos que vivem esta realidade!!! E é possível… porque já vemos os primeiros frutos…

Porquê o nome de célula? Porque está inscrita na nossa natureza biológica. Todos começamos por ser uma única célula que se multiplica em milhões e faz crescer todo o corpo. As células começam por ser um primeiro grupo que depois cresce e se multiplica em vários, para o crescimento do corpo eclesial que é a paróquia.


O Papa, em Setembro do ano passado, quis reunir as células de evangelização e, embora não pudessem todos corresponder à chamada, estivemos cerca de 10.000 pessoas e foi uma experiência maravilhosa.

Quando falo de uma paróquia em células, não significa que todos tenham de viver este estilo de grupo que é as células, mas crescer num grupo pequeno; uns chamam-se CVX, outros equipas de casais, outros grupos de Lectio Divina… O que têm de ter em comum é o facto de terem uma dimensão familiar, onde todos possam crescer na intimidade com Deus através da oração, crescer na experiência de comunhão fraterna, aprofundar a fé em grupo, servir e evangelizar.

Rezemos para que a paróquia possa dar este contributo à Igreja Diocesana de rasgar novos caminhos de futuro. Porque somos uma paróquia nova e sem tradições paralisantes, temos o dever de mostrar que é possível a igreja renovar-se e encontrar novas formas e novas estruturas para responder aos desafios do nosso tempo.

Pe Jorge Siva Santos

Reconhecimento pontifício

Células Paroquiais de Evangelização

As células de Evangelização são uma Visão Pastoral para o crescimento dos cristãos, pelo seu enraizamento em Cristo, e para o crescimento do Corpo de Cristo que é a Igreja. Esta é um organismo vivo chamado a nascer, a crescer e a multiplicar-se. As células de evangelização levam a que a Igreja cresça e se multiplique em pequenos grupos que reúnem nas casas dos cristãos, sempre bem ancorados na paróquia, e que pelo efeito da evangelização dos membros vão crescendo e multiplicando-se, surgindo continuamente novos grupos que por sua vez são chamados a crescer e multiplicar-se.  Esta visão pastoral é a que melhor serve á paróquia de S. João baptista para realizar sua Visão que se enuncia desta forma: "Somos uma comunidade orante e acolhedora, enraizada em Cristo, que serve e anuncia o Evangelho para a transformação do mundo".

Como Alpha, realizamos o primeiro anúncio, proporcionando a todos os que aceitarem o encontro pessoal com Cristo, com as células é Jesus, que agora já conhecem, que os convida a segui-lo? Aqueles e àquelas que lhe perguntam: «Mestre onde moras?» Ele responde-lhes: «Vinde e vêde». Nas células aprende-se a conhecer Jesus, a morar e permanecer junto d’Ele, a sofrer com Ele, a ser testemunha D’Ele, a ir anunciar o Evangelho em seu nome. O fim das células é levar o cristão até à plena maturidade em Cristo até que possa dizer: «já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim» Provavelmente nenhum cristão chegará a dizer isto de si mesmo pois sentir-se-á sempre pobre e longe da meta que é a perfeição cristã, mas talvez o possa sentir e dizer acerca dos irmãos a seu lado que caminham com Ele.

 

SISTEMA DE CÉLULAS PAROQUIAIS DE EVANGELIZAÇÃO

 

  Este sistema é o método principal de que a Paróquia se serve para a formação de discípulos missionários, segundo a visão pastoral que nos move e que se compendia no seguinte enunciado: "Somos uma comunidade orante e acolhedora, enraizada em Cristo, que serve e anuncia o Evangelho para a transformação do mundo". Não é nada fácil explicar, em poucas linhas, o que é este sistema de células. Tentaremos porém explicar alguma coisa. A célula é um pequeno grupo de pessoas em crescimento qualitativo e quantitativo e em multiplicação constante, que se esforça por evangelizar, por formar discípulos e por prestar serviços no quadro das relações quotidianas.

Quando se entra num grupo destes, a que chamamos célula, em princípio já se é cristão e convertido. Supõe-se, portanto, que a pessoa foi acompanhada pelo membro da célula que a convidou, que se aproximou dela, lhe prestou serviços e lhe anunciou o evangelho até à etapa de a convidar para a célula. A pessoa que adere ao grupo é porque quer ser discípula- missionária. Aí, semanalmente, vai orando com os outros, vai partilhando a sua vida cristã e a evangelização que se esforça por fazer, vai aprendendo a viver o mandamento novo do amor e a pôr em prática o SERMÃO DA MONTANHA. Cada membro da célula sabe que, apesar da reunião semanal ser muito importante para o seu crescimento e fortalecimento como discípulo do Senhor, o principal do seu trabalho não está na reunião da célula, mas no exterior; Nas suas relações de trabalho, nos seus tempos de lazer, na família, onde quer que se teçam relações habituais com os outros. O membro da célula deve imbui-se daquele fogo de amor que levou o Pai a enviar o filho ao mundo para que ele tivesse Vida e Vida em abundância. A evangelização é um ato de amor verdadeiro pelo irmão que ainda não tem uma relação com Jesus. Por isso um momento alto da célula é, quando ela acolhe um novo irmão, convidado de um dos seus membros. Toda a célula se prepara para o acolher, pois essa é a sua vocação; crescer e multiplicar-se, como fruto deste trabalho missionário. A Paróquia de S. João Baptista tem atualmente seis células, entre as quais uma de jovens. Rezemos para que, no final deste ano, elas possam aumentar para dez.

Pe Jorge Silva Santos